Notícia Tendência

Descubra o Seu Tipo de Pérola

21 de setembro de 2019

Depois de falar sobre a formação e o uso de pérolas e madrepérolas aqui, que tal saber um pouco mais sobre os tipos de pérola que existem pelo mundo? Cada variação tem características que se diferenciam pelo local onde são encontradas, tamanho, coloração entre outros fatores. Algumas categorias de pérolas podem ser divididas da seguinte forma:

South Sea

São as de maior tamanho, que atingem até 20 mm de diâmetro e consequentemente, as mais raras. A ostra que as produz (imagine!) chamada de Pinctada Maxima pode atingir até 30 cm de diâmetro e vive apenas numa pequena área do sul do oceano Pacífico. Seus principais produtores são a Austrália, Filipinas e Indonésia.

Pérolas do Tahiti

As famosas pérolas negras! Originária de ilhas e lagoas da Polinésia Francesa, seu tamanho varia de 8 até 16 mm e . Suas cores podem ser cinza, azul, verde, roxa e preta. Apesar de serem formadas como qualquer outra pérola (a partir do envolvimento com nácar de um corpo estranho dentro da concha), somente a ostra Pinctada Margaritifera produz a pérola negra. Isso acontece porque seu interior é diferente das demais ostras, pois enquanto a maioria é clara, a margaritifera tem uma borda escura que influencia na cor da pérola durante sua formação. É também uma das joias que você encontra em nosso site

Pérolas Akoya e Pérolas de Água Doce

Esse é o tipo de pérola mais comum, aquela pequenininha, bem branquinha e redonda. Seu tamanho se deve pelo tipo de ostra que a produz: é a menor do mundo, chamada de perlíferas, por isso a pérola varia de 2 a 10 mm. É famosa por compor lindos colares cheios de estilo e elegância, como esse que você encontra no site do Joias VIP https://www.joiasvip.com.br/colar-de-perolas-de-8-mm-com-fecho-em-ouro-amarelo-p1111760. As Pérola de Água Doce são parecidas com as Akoyas, porém elas são predominantes de rios e lagos da China e tem tons mais pastéis.

Pérolas Arroz e Freshwater

Diferente das outras, que se desenvolvem entre a camada interna da concha e o molusco, essa pérola cresce dentro dos órgãos reprodutores da ostra e costumam ser mais achatadas. Porém, assim como as demais, também são pequenas, arredondadas e exibem uma coloração creme, além de também serem famosas por compor um colar, mais famoso como acessório dos anos 80, que consistia em vários cordões de pérolas torcidos entre si.

Para cada tipo de pérola existem subcategorias para classificar principalmente seu formato. Dependendo de como ela sai da ostra ela será classificado de um jeito ou de outro, por exemplo: uma pérola de água doce que tenha formato barroco tem as características normais de cor e lugar de origem porém tem um formato não completamente redondo, com alguns defeitinhos, que a caracterizam como barroca. Veja só:


A pérola já foi considerada a “mais antiga pedra preciosa”, pois antes de ser possível produzi-las artificialmente o único modo de obtê-las era através do mergulho em áreas onde seu desenvolvimento era mais propício. A partir do momento que o processo não natural foi dominado, a escala de produção aumentou e o valor da pérola diminuiu, porém, ela ainda é considerada uma peça de grande valor. E você, é fã de joias com pérolas? Tem uma peça de estimação? Se ainda não tem, dê uma olhadinha no site do Joias VIP e encontre aquela que mais combina com você!

You Might Also Like

Sem comentários

Deixe uma resposta