Curiosidades,  Gemas Preciosas,  News,  Notícias

Joias na Literatura!

Continuando nossos preparativos para a entrega do Oscar deste domingo, iremos falar de Joias na Literatura! A segunda-feira foi marcada pelo post de Joias na Arte, se você não viu, clique aqui para ler. Hoje nosso foco são livros que tem a participação de joias em suas histórias maravilhosas!

Uma gema preciosa a cada edição

A série Deltora Quest é originalmente australiana, mas se espalhou pelo mundo tamanho foi o seu sucesso. Ao todo é composta por 15 livros, porém, a primeira parte deles (os 8 primeiros) têm um detalhe especial: a autora Emily Rodda criou um mundo de magia, fantasia, monstros e muitos perigos, que são enfrentados por seus personagens com a ajuda de um cinturão composto por 7 gemas preciosas. São elas: o Diamante, a Esmeralda, o Lápis-lazúli, o Topázio, a Opala, o Rubi e a Ametista. Percebeu algo nas iniciais das pedras? Elas formam a palavra Deltora! Não só as aventuras em si são muito divertidas, mas principalmente ver o poder que cada joia tem e como elas participam da história.

Joias na Literatura!

Um ladrão de joias e uma heroína

A Coleção Carol e o Homem do Terno Branco é brasileira, de autoria de Carlos Heitor Cony e Anna Lee. É uma emocionante sequência de mistérios que sempre envolvem algum tipo de joia, um homem com a intenção de roubá-las e uma heroína que o impede. Tudo começa com aranhas verdes (feitas de Jade ou Esmeralda?), passa por uma Coroa Imperial, depois Joias Coloniais, depois uma moto feita de Cristal e a do último livro vocês descobrem e voltam contar aqui no blog! Vale muito a pena a leitura.

Joias na Literatura!

Viver ou morrer por uma joia preciosa

Agora uma indicação mais clássica, de Ferreira Gullar: Um Rubi no Umbigo. Essa foi a primeira peça individual que Gullar escreveu, em 1979, pouco antes de ele ser exilado. A trama conta a história de Vítor, um homem que, como o próprio título do livro já diz, tem um Rubi encravado no umbigo. No virar das páginas se desenrola o enredo sobre a retirada da pedra. Ato que pode desencadear a morte do personagem. O libro é igualmente intrigante e muito simbólico, pois tudo tem um significado muito maior do que parece.

Joias na Literatura!

De Londres para o mundo

O detetive mais famoso do mundo também já teve uma aventura envolvendo gemas preciosas. Em A Aventura da Coroa de Berilos, Sherlock Holmes precisa desvendar o paradeiro de algumas pedras que compõem uma coroa. E quem poderia ajudá-lo nessa missão? É elementar meu caro leitor, seu fiel ajudante, Dr. Watson. O conto foi originalmente publicado em 1892, por Arthur Conan Doyle. Porém, não se deixe enganar por esses 128 anos, a história é cativante e nos prende do começo ao fim!

Joias na Literatura!

Que tal essa seleção especial de Joias na Literatura? Você já conhecia algum desses títulos? Conte para a gente nos comentários ao final do post! Da mesma forma que você se interessa pelas nossas publicações nós também queremos saber de você! Para concluir, nada melhor do que exemplos de joias como as citadas nos livros acima. Com certeza elas ficam muito mais interessantes quando se tem uma das joias do livro por perto, ao vivo. Sendo assim, veja a imagem abaixo. É provável que você saiba quais são as gemas cravejadas nesses anéis, mas em todo caso: Opala, Ametista, Rubi, Diamante, Topázio, Cristal de Rocha e Esmeralda! Todos essas peças estão disponíveis na nossa loja online.

Joias na Literatura!

Uma vez que já atingimos metade dos nossos posts comemorativos do Oscar, podemos dizer: não perca as próximas postagens, elas serão interativas! Por isso, lembre-se de sempre conferir as novidades do Joias VIP aqui no blog e também nas nossas páginas no Facebook e no Instagram. Afinal, as tendências, dicas, celebridades, curiosidades e muito mais sobre o mundo das joias sempre aparecem por lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *