News

Segunda das Preciosidades: O Rubi

30 de setembro de 2019

Aqui no blog do Joias VIP o começo da semana é acompanhado de uma seleção especial de posts que falam sobre as curiosidades de uma pedra específica, sempre presente nas nossas joias. Na semana passada falamos das Esmeraldas e para a Segunda-feira das Preciosidades de hoje, a escolhida foi o Rubi. Para começar, vamos mostrar uma das nossas peças mais deslumbrantes, o Anel de Ouro 18 quilates com Rubi central cercado por 16 Diamantes.

O nome “rubi” vem do latim rubeus e a cor avermelhada dessa pedra depende de como é a jazida de onde é retirada. Quanto mais imperfeições ela tiver, mais real ela vai ser considerada, uma vez que os artificiais, justamente por serem feitos a partir de um processo não natural, quase não tem defeitos. Diz uma lenda hindu que o primeiro rubi foi formado a partir de um diamante que pertencia a uma rainha. Ela foi assassinada por um cortesão apaixonado e quando seu sangue tocou a pedra, sua cor se modificou, passando do translúcido para o vermelho, originando o primeiro rubi. Provavelmente por influência da lenda, a cor e brilho do rubi são descritos como “um fogo eterno a arder dentro da gema”. Outra curiosidade famosa envolvendo essa pedra foi uma aplicação feita com ela em uma peça célebre da literatura e do cinema: em 1989, para comemorar o aniversário de 50 anos do filme “O Mágico de Oz”, o joalheiro John Winston fez uma versão do par de sapatos da Dorothy com 4.600 rubis!

Créditos: Techscio

O tipo de rubi de maior valor no mercado é a gema vermelha pura, com uma pequena tonalidade azulada. A pedra em seu estado bruto parece opaca e graxa, porém depois que é lapidada, ela adquire um brilho quase igual ao do diamante. Inclusive, em relação a ele, o rubi ganha no valor pelo tamanho, pois uma pedra vermelha pura grande é mais cara do que um diamante na mesma proporção, mas perde na dureza, já que o diamante é a pedra mais resistente conhecida e o rubi fica em segundo lugar. Mesmo assim, ele é capaz de suportar diversos tipos de lapidação, e a mais comum é a oval.

Considerando todas as jazidas de rubis disponíveis (as naturais), somente 1% é aproveitável para joias, tão difíceis de serem encontradas são as pedras, por isso, se você tem uma joia cravejada com rubi, guarde-a bem, e se ainda não tem, que tal dar uma olhada no site do Joias VIP e escolher uma dessa preciosidades vermelhas para chamar de sua?!

You Might Also Like

Sem comentários

Deixe uma resposta